|||

The invisible Republic of the Internet

The invisible Republic of the Internet

Recentemente, o mundo viu-se confrontado com as revoluções operadas nos países árabes — concretamente na Tunísia e no Egipto — e a discussão sobre o papel dos novos media ganhou contornos mais visíveis. Se, por um lado, a facção céptica desvaloriza o poder mobilizador de ferramentas sociais como Twitter e Facebook, por outro, é estabelecida uma relação causa-efeito entre a crescente utilização de novas tecnologias e as revoluções operadas.A Dr. Rasha A. Abdulla, professora associada de Jornalismo e Comunicação de Massas da Universidade Americana no Cairo, realizou uma sondagem em Tahrir Square que pretende, de uma forma científica, estabelecer essa possível ligação.

A investigação de Rasha Abdulla, que conta com uma década de trabalho, já produziu três livros sobre o tema, entre os quais se conta The Internet in the Arab World, publicado em 2007. Há uns meses, Rasha Abdulla falou sobre esta questão no Personal Democracy Forum.

Ainda sobre a participação cívica nos novos meios de comunicação de massas, vale a pena ler o artigo de Ronda Hauben, Netizens in Egypt and the Republic of Tahrir Square.

Up next Rosas danst Rosas A reprodutibilidade da obra de arte “virtual”
Latest posts A Heartbreaking Work of Staggering Genius pode um desejo imenso viagem ao interior do nada sábado que passou Unnamed Road (by Jungjin Lee) a rússia é eternamente fria A reprodutibilidade da obra de arte “virtual” The invisible Republic of the Internet Rosas danst Rosas GUIMARÃES - CIDADE VISÍVEL #1 A CONSTRUÇÃO ILUSÓRIA DO “EU”* China Short Stories #2 O sistema de rede: um novo paradigma A inevitabilidade dualista da relação corpo/mente A nostalgia do tempo ou a ausência do mito untitled El panteix, el desmai El que sento no pateix desgast de temps o tempo perdeu a poesia o olho que se fecha A falsa oposição entre cultura e técnica questões em torno da democracia digital Blade Runner — A Nostalgia do Futuro A experiência do sublime na obra de Caspar David Friedrich A nova geografia do espaço público nuvem de pó o meu primeiro trabalho Da Cibercultura às Indústrias Culturais Suportes digitais: memória ou esquecimento? Cibercidades: um novo espaço público? Moisés Mori